fbpx

O que preciso saber antes de comprar um apartamento?

Para muita gente é a compra de uma vida. Antes de avançar é bom reflectir sobre alguns aspetos.

Está a pensar comprar um apartamento para habitação própria ou férias? Provavelmente tem dúvidas ou alguns receios? É natural!

As pessoas não são todas iguais, umas compram pela emoção, outras pela razão, e por isso, umas têm algumas dúvidas e outras não têm dúvidas nenhumas (pensam elas …). Aceite algumas dicas nossas, pode ser que ajude. Vamos falar um pouco sobre os seguintes tópicos:

  1. Situação profissional
  2. Apartamento novo ou usado
  3. Orçamento disponível
  4. Localização e acessibilidades
  5. Exposição solar
  6. Exterior e interior do prédio
  7. Certificação energética
  8. Tipologia
  9. Condomínio
  10. Financiamento

1-Situação profissional

O ciclo de vida normal de uma pessoa é tão longo que é praticamente impossível prever o futuro. Por isso, a situação profissional, será o grande fator na hora de comprar um apartamento.

A situação profissional terá grande influência na estabilidade financeira, emocional, mas tambem será importante para perceber se não terá que mudar de localidade passados uns anos. A boa notícia, é que muita gente descobriu recentemente o teletrabalho, e assim, poderá viver em qualquer lugar, tornando mais fácil a escolha com sucesso de um lugar para se viver.

2-Apartamento novo ou usado

Depois de uma pesquisa pelos portais da especialidade, vai verificar uma quantidade imensa de apartamentos em venda, uns novos, outros usados. Vai entrar em contato com agentes imobiliários, e cada um, o vai puxar, não para aquilo que você procura, mas para aquilo que o agente lhe quer vender. Mas, calma e respire fundo (…)

Novo ou usado, só vai depender de duas coisas: do seu orçamento e do seu grau de exigência.

Um apartamento novo é construído com as mais recentes tecnicas e tecnologias de construção, tem regras rigorosas de eficiência energética (por exemplo), e muito mais. O imóvel usado, será seguramente mais barato, mas terá algumas deficiências quando comparado com um novo. A título de exemplo, só a energia que irá poupar no aquecimento de um apartamento novo, ao longo dos anos, será uma verba significativa, poderá tornar o novo no mais barato. Só para reflexão ….

3-Orçamento disponível 

A escolha por um apartamento novo ou usado, também será influenciada pelo orçamento disponível que o comprador tiver para a compra.

Antes mesmo de começar a procura de casa, deve fazer bem as contas e verificar qual a quantidade de dinheiro disponível para a aquisição. 

Mesmo não recorrendo a financiamento bancário,  deverá ter em atenção todas as despesas que o apartamento lhe vai trazer no futuro, nomeadamente: condomínio, electricidade, água, comunicação, televisão, seguros de recheio e outros, IMI, etc… 

Cada caso é um caso, estudo muito bem o seu.

4-Localização e acessibilidades

A localização é muito importante. Nem todas as pessoas têm as mesmas necessidades, mas, geralmente, todos procuram ter infraestruturas do dia a dia perto de casa: escolas, creches, supermercados, hospitais, praias, etc. 

Sobre a localização, importa ainda referir que também nos impostos o apartamento poderá ter ganhos. Existem locais próximos uns dos outros em que uns pagam mais impostos (IMI) que outros, em imóveis iguais. É por exemplo o caso da Urbanização Encosta do Sol, onde a Kasus Imobiliária está a construir apartamentos T3 para venda, os quais, têm o IMI mais baixo do que os apartamentos da Borloteira ou do Vale de Sampaio com as mesmas características, a mesma qualidade e a meia dúzia de metros de distância. 

Não menos importante são as acessibilidades. A forma e rapidez como entramos e saímos de casa, como acedemos a um autoestrada, como vamos levar os filhos a escola ou vamos a uma consulta ao hospital, tem muito peso na hora de escolher um apartamento.

5-Exposição Solar

A exposição solar de um apartamento tem muita influência na qualidade de vida de quem lá mora, assim como na poupança em gastos energéticos. 

Um apartamento com sol todo o dia é “ouro sobre azul”.

Os melhores apartamentos em termos de exposição solar, serão aqueles que têm várias frentes, sobretudo, viradas para sul poente.

6-Exterior e Interior do prédio

Especialmente na opção por apartamentos usados, o comprador deverá analisar muito bem o exterior e interior do prédio. Falamos das áreas comuns, onde todos os condóminos contribuem para a sua manutenção. 

Um prédio com uma fachada degradada ou com um elevador antigo, por exemplo, poderá representar milhares de euros em reparações, suportadas pelos condóminos. 

Em apartamentos novos, pelo menos nos primeiros dez anos, não terá nada de significativo em termos de obras, só manutenção normal e regular.

7-Certificação Energético

Antes de decidir avançar para a compra, nunca se esqueça de pedir o certificado energético do imóvel. Este é o documento que lhe vai dar as reais necessidades para os níveis de conforto minimamente aceitáveis. 

Tratando-se de um apartamento usado, verifique muito bem a qualidade (ou não) da construção: janelas, portas, paineis solares, etc … , em apartamentos novos, terá tudo super eficiente.

8-Tipologia

Embora, possa a qualquer momento, vender e comprar um novo apartamento, pense sempre numa solução de longo prazo. Por exemplo, hoje, pode não ter filhos, mas daqui a uns anos poderá ter um ou dois.

Se comprar um apartamento T3, resolverá logo os problemas que poderá ter num futuro a médio prazo.

Uma dica (…) também é sempre bom, ter um quarto disponível para receber os amigos ou familiares.

9-Condomínio

Para não ter surpresas nunca se esqueça de verificar qual o valor do condomínio. Existem prédios com valores mensais de 100€ e outros com valores de 30€. 

Peça para ler as atas do condomínio, vai perceber o tipo de prédio e vizinhaças que nele habita.

10-Financiamento

A maioria das pessoas, começa a procura de casa antes de saber como vai pagá-la. Se precisar de crédito à habitação, deverá antes de qualquer busca, ir ao seu banco fazer simulações, verificar se tem condições para contrair financiamento, e depois então, poderá procurar no mercado a casa de acordo com aquilo que consegue pagar.

Não perca tempo em visitas a casas que não consegue pagar.

Documentos necessários para compra do imóvel

A quantidade de documentos para a compra de um apartamento vai será diferente, consuante se trate de uma compra a pronto ou com recurso a financiamento.

Sem financiamento bancário, só precisará de cartão cidadão, estado civil, residência, naturalidade. 

Com financiamento bancário, além dos mencionado acima, irá também necessitar de: 

  • 3 Últimos recibos de salário
  • Declaração da Entidade Patronal
  • Declaração de IRS do último ano
  • Nota de liquidação (última)
  • Extratos bancários dos 3 últimos meses
  • Informação sobre encargos (quando existam: montantes em dívida, prazo do empréstimo, cópia de contratos, etc)

Em conclusão

A escolha é tanta, os mediadores são mais que muitos, existem tantos pormenores a ter em conta, que por vezes, passado algum tempo, o comprador fica mais confuso do que esclarecido. Se isto lhe acontecer, retire-se por uma temporada para assentar as ideias, se não o fizer, poderá comprar aquilo que não quer.

Deixe-nos a sua opinião!

Já imaginou o quanto agradável seria viver numa zona como esta?

Envie-nos os seus dados, vamos falar

Sua inscrição não pode ser validada.
Obrigado.

Viver na Figueira da Foz

Pela qualidade que oferece, é um destino cada vez mais…

Ar condicionado em apartamentos

Uma solução inteligente de aquecimento e climatização
Cozinha apartamentos T3 Figueira da Foz

#Inspiração – Cozinhas

Gostos não se discutem ...

Finalmente o início dos trabalhos (no terreno) dos novos Apartamentos na Figueira da Foz

Depois de longos sete meses de espera (...)

Subscreva a nossa newsletter e receba comodamente no seu email informações sobre nossos apartamentos

Receba nossos artigos